Autoridades policiais da China negam acusações de maus tratos aos africanos

Autoridades policiais da China negam acusações de que os africanos estejam a ser alvos de discriminação racial na cidade de Guangzhou, reiterando que tanto os estrangeiros como os nativos são tratados de maneira igual.

Depois de os embaixadores africanos terem emitido uma carta ao Ministério chinês das relações externas, reclamando dos maus tratos a que os africanos alegadamente têm sido sujeitos na cidade chinesa de Guangzhou, o departamento de segurança pública de Guangzhou decidiu reagir.

Assim sendo, a polícia chinesa acrescentou que todos aqueles que se recusassem a obedecer à lei chinesa, poderiam ser punidos.

Nos últimos dias, a China tem feito esforços para travar casos importados da COVID-19, com receio de que toda a sua luta para contenção da pandemia possa ser revertida.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *