Comandante-Geral da PRM diz que não existem zonas sob controlo dos insurgentes

Bernardino Rafael confirma que continua a situação de alteração da ordem pública nalguns distritos de Cabo Delgado. Segundo Bernardino Rafael, as Forças de Defesa e Segurança continuam a trabalhar com vista a repor a ordem.

“Ainda prevalece a alteração da ordem em Cabo Delgado. O que temos falado nós das Forças de Defesa e Segurança é apelar para a colaboração porque os jovens que estão lá actuam… alguns são moçambicanos apesar de maior parte ser oriundo da Tanzânia, mas são moçambicanos que estão a ser enganados para o emprego, e é um emprego que não existe. São enganados para entrar no meandro do crime. Por tanto a situação prevalece e nós estamos a trabalhar para a reposição da ordem”.

Bernardino Rafael diz que as zonas mais críticas são os distritos nortenhos de Cabo Delgado.
“As zonas mais críticas são os distritos nortenhos de Cabo Delgado e mais um distrito quase do centro. Estamos a falar agora do Quissanga que já está na lista de zonas críticas. Então estamos a falar principalmente de Mocímboa da Praia, de Muidumbe, de Macomia. Estamos a falar das comunidades de Quissanga, as pequenas comunidades de Meluco e Moeda e Nangade”.

O Comandante-Geral da Polícia nega que haja zonas que estejam sob controlo dos insurgentes.

“Não existem zonas que se pode dizer que estão nas mãos de insurgentes, o que existe são zonas propensas as incursões dos malfeitores”, diz Bernardino Rafael.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *