Coronavírus: Ministerio da Saúde Pondera Usar Cloroquina No Tratamento de Casos Graves

O Ministério da Saúde admite a possibilidade de uso da cloroquina para o tratamento de casos graves do novo Coronavírus no país. Até aqui, já foram registados pelas autoridades pacientes ligeiros, mas caso surja um doente grave, o Ministério da Saúde (MISAU) poderá usar a cloroquina ou outros medicamentos eficazes usados no tratamento da doença no exterior.

“As tendências mostram que a utilização da cloroquina até agora tem resultados muito bons. Nós também vamos usar em alguns casos. Tudo aquilo que demonstrou ser eficaz e que contribui para uma recuperação rápida e redução da mortalidade, obviamente, que vamos usar”, revelou Rosa Marlene, Directora Nacional de Saúde Pública, em Maputo.

Por dia são testados, em média, 15 suspeitos no país, embora Moçambique tenha a capacidade para testar muito mais, ou seja, 600 pessoas. A Directora Nacional de Saúde Pública garante que há trabalhos em cursos para garantir a utilização da capacidade total.

“Os colegas que trabalhar no campo estão a fazer de tudo para que tenhamos um aumento de testagem. E não basta aumentar a testagem, tem de aumentar a nossa capacidade de testagem e neste âmbito, estamos a trabalhar no sentido de descentralizarmos a testagem. Nós queremos que cada centro populacional grande, como Sofala, Nampula e Zambézia, tenham capacidade de fazer a recolha e análise das amostras”, referiu Rosa Marlene.

Enquanto isso, as testagens do novo Coronavírus continuam a ser feitas. De quinta para sexta-feira foram submetidas ao teste 15 pessoas suspeitas no país e todos obtiveram resultados negativos, mantendo-se até aquela altura, 10 caos positivos do COVID-19 em todo o país.

Por seu turno, o Instituto Nacional de Saúde reiterou, esta sexta-feira, durante a habitual conferência de imprensa diária de actualização dos dados do COVID-19, que o teste do novo Coronavírus no país é gratuito e os resultados são revelados num período de 24 a 48 horas.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *