Expulsos 2 instrutores da PRM que engravidaram instruendas em Matalane

Foram expulsos da Polícia da República de Moçambique (PRM) os dois instrutores que se envolveram sexualmente com 15 instruendas, engravidando-as, no decurso do XL curso básico da Escola Prática da Polícia, em Matalane, distrito de Marracuene, província de Maputo.

A informação foi partilhada esta quinta-feira, em Maputo, pela ministra da Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos, Helena Kida, na sessão de perguntas ao Governo pelos deputados da Assembleia da República.

Segundo o jurista Paulino Cossa, trata-se de práticas que mancham o bom nome da corporação
A ministra destaca ainda a problemática dos raptos como uma das grandes preocupações.
Entretanto, ainda no âmbito da violação de conduta da corporação, de acordo com Helena Kida, mais de 200 membros da Polícia da República de Moçambique foram expulsos, de Janeiro a Outubro do ano corrente, por prática de diversas ilicitudes.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *