Governo diz que em 9 meses mais de 175 mil jovens tiveram emprego

O Secretário de Estado da Juventude e Emprego (SEJE) disse esta sexta-feira que de Janeiro a Setembro deste ano foram criados em todo o país 175.683 postos de emprego para a juventude.

Conforme avançou o responsável, do total de empregos assegurados, 87.099 são permanentes, 70.063 sazonais e outros 14.476 temporários.
Como apontou Oswaldo Petersburgo, os jovens empregues encontram-se no sector público e privado. Mas também “há outros no exterior, concretamente nas minas e farmas da vizinha África do Sul”, disse.

O responsável que falava esta sexta-feira em Maputo, durante o primeiro conselho coordenador da SEJE, disse ainda que este ano, a instituição  esteve envolvida “afincadamente na mobilização de fundos” para projectos da juventude e diversos programas.

Petersburgo citou, por exemplo, a mobilização de 75 milhões de dólares do Banco Mundial para a implementação dos programas ‘Emprega” e “Eu Sou Capaz”, bem como foram mobilizados da União Europeia cinco milhões de Euros para a implementação e resposta à formação técnico-profissional em Cabo Delgado, de forma particular.

“Porque o empoderamento da rapariga é também nossa preocupação e nossa acção, encontramos parceiros como o Canadá e Suécia. Tivemos 2.5 milhões de dólares do Canadá e quatro milhões de dólares da Suécia”, acrescentou.

Quanto à formação, o secretário da juventude e emprego disse mais: “este ano formamos mais de três mil jovens nas áreas técnico-profissional”, o que significa que nem com a interrupção de cinco meses devido à COVID-19 houve elevados impactos nas instituições de ensino técnico-profissional.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *