Governo vai usar USD 15milhões da dívida perdoada pelo FMI para Saúde

O ministro da Economia e Finanças revelou esta quarta-feira, que o Governo vai alocar os 15 milhões de dólares do montante da dívida perdoada pelo Fundo Monetário Internacional ao sector da saúde, para fazer face a COVID-19.

A Assembleia da República iniciou esta quarta-feira, o debate em plenária das propostas do Orçamento do Estado e do respectivo Plano Económico Social de 2020. A despesa total está fixada em cerca de 345.3 mil milhões de meticais e um défice orçamental na ordem de 109.7 mil milhões de meticais, num contexto de crescimento económico de apenas 2,2%.

O Primeiro-ministro, Carlos Agostinho do Rosário, defendeu uma gestão rigorosa dos fundos e apresentou as prioridades.

Com a pandemia do novo coronavírus na agenda do dia, o ministro da Economia e Finanças, Adriano Maleiane, destacou o reforço do orçamento para o sector da saúde, mercê, em parte, do perdão da dívida moçambicana junto do Fundo Monetário Internacional.

Apesar desse alívio nas contas públicas, o Governo reconhece que o orçamento é incipiente para satisfazer as despesas, num cenário de quebra da previsão de colecta de receitas em cerca de 24 mil milhões de meticais, ou seja, espera-se a cobrança de 235.5 mil milhões de meticais em 2020.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *