JOVEM MATA SEU PAI NA MATOLA

Um jovem de 26 anos de idade é indiciado de assassinar seu pai com recurso a instrumentos contundentes. O Crime ocorreu na Autarquia da Matola e o presumível homicida encontra-se detido. A família Chapo relata momentos de turbulência vividos no seio do seu lar supostamente protagonizados pela vítima.

 

No lar dos Chapos no bairro da Zona verde há luto, o chefe da família morreu depois de supostamente envolver-se numa briga fatal com um dos seus filhos, o jovem de 26 anos de idade. O caso registou-se no último sábado num dos quarteirões daquele Bairro da Autarquia da Matola. O indiciado já está nas celas da sétima esquadra da PRM no bairro T3, é de acordo com as autoridades policiais o suposto autor do crime, mas nega seu envolvimento e diz não ter palavras para explicar. “Eu só sei que ele faleceu no hospital somente, para mais abordagens já não tenho palavras”. Disse o jovem instantes depois de ter tido poucos minutos fora das celas para conceder entrevista ao Jornal “O País”.

Juarsse Martins, Chefe do departamento de relações públicas no comando provincial da PRM em Maputo lamentou o facto e diz que tomou conhecimento da ocorrência na madrugada de sábado e tratou de deter o indiciado. “Até agora não existe qualquer razão aparente que levam os filhos a agredirem os pais, inclusive ate à morte”.

Com os braços cruzados ao peito, senhoras com o corpo cobertos de “mucumes” os presentes manifestam indignação face ao ocorrido. Leandro Zacarias é neto da vítima conta que seu avô ora falecido criava brigas contantes em casa. O neto contraria assim a tese da Policia. “O nosso avo ele e que era problemático, era problemático tanto com meu tio, assim como com a minha avo a sua esposa, com todos nos aqui em casa. Sempre que bebesse começava com as confusões aqui em casa”.

Ainda de acordo com a PRM na Província de Maputo, concretamente no Distrito da Manhiça uma das filhas agrediu fisicamente a sua mãe com recurso a um machado devido a divergências no seio familiar.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *