Moçambique Regista 21 Casos Recuperados de COVID-19

Moçambique já conta com 21 casos curados do novo Coronavírus, depois de mais duas pessoas que terem ficado totalmente curadas nas últimas horas. No que diz respeito aos testes de rotina para o diagnóstico da doença, o Instituto Nacional de Saúde que não houve novas contaminações entre as 174 amostras analisadas entre esta terça e quarta-feira

A situação do Coronavírus em Moçambique continua controlada, com as amostras testadas a não revelarem muitos casos positivos há alguns dias no país. O facto alimenta a esperança de pouco a pouco a luta contra a pandemia ser vencida, pese embora alguma preocupação em relação aos cidadãos que abandonam a quarentena domiciliária sem informar as autoridades de saúde.

Há ainda aqueles que fornecem informações pessoais não correctas ao pessoal de saúde, o que dificulta o seu controlo e o trabalho das autoridades. Em termos numéricos, o país continua com os 81 casos positivos anunciados na passada terça-feira. Nenhuma das 174 amostras de indivíduos suspeitos do novo Coronavírus testadas nas últimas 48 horas acusaram positivo.

Ao todo já são 3.041 testes realizados no Instituto Nacional de Saúde, um número considerado razoável e que satisfaz as autoridades nacionais. Dos casos suspeitos testados, de terça para quarta-feira, 61 são de Cabo Delgado, quatro de Inhambane, 36 da província de Maputo e 73 da cidade de Maputo. De acordo com Rosa Marlene, directora nacional de Saúde Pública, “as amostras de Cabo Delgado, testadas, estão relacionadas com a investigação em curso em Afungi” e delas “31 resultam da vigilância activa em curso e as remanescentes resultam da suspeita e rastreio de rotina, nas unidades sanitárias”.

Deste modo, o país continua com 81 casos positivos registados, sendo 72 de transmissão local e nove casos importados. MAIS DOIS RECUPERADOS As análises feitas nas últimas 48 horas não revelaram casos novos, mas resultaram em novos doentes recuperados.

“Adicionalmente, informamos que registámos mais dois casos da COVID-19 recuperados. Trata-se dos casos 28 e 43, da província de Cabo Delgado, ambos sem sintomas e em isolamento domiciliar”, esclareceu Rosa Marlene. Com estes novos dados, Moçambique conta com 21 pacientes totalmente curados da doença. Não há registo de óbitos em consequência da COVID-19. Dos 81 casos positivos detectados no país, 58 são de Cabo Delgado, 18 da cidade de Maputo e cinco da província de Maputo. Os activos são 60, que continuam a ser monitorados pelo Ministério da Saúde e seus agentes das direcções provinciais.

 

INVESTIGAÇÃO EM CABO DELGADO CONTINUA

Entretanto, a investigação de focos da pandemia, principalmente em Cabo Delgado continua, com destaque para Afungi, onde se espera que dentro de dois dias termine o processo de testagem em massa. De acordo com Sérgio Chicumbe, director nacional de Observação de Saúde no Instituto Nacional de Saúde, ainda é cedo para se dizer quando vai terminar o processo de quarentena dos cidadãos que estão no acampamento.

“O plano é, depois de termos certeza de que todos os indivíduos foram testados, garantir que apenas um contingente mínimo para o funcionamento de base dos locais, porque os locais não podem ser abandonados por completo, deve permanecer. Mas datas concretas de até quando esta situação de fecho do funcionamento normal do acampamento e das actividades, vai depender da dinâmica da pandemia. Neste momento seria prematuro fazer quaisquer projecções”, disse Chicumbe.

Este apelou a todos os que sentirem sintomas de coronavírus acederem aos centros de saúde para a testagem e assim evitarem a propagação da pandemia.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *